Deputada faz turismo em dia de sessão e ausência não é descontada

0
886
Deputada e família foram se divertir em Cartagena, na Colômbia em dia de sessão (Foto: reprodução)

Enquanto os trabalhadores brasileiros são massacrados por terceirização de mão-de-obra, reformas trabalhistas e previdenciárias, que fazem com que a classe trabalhadora regrida aos tempos da escravidão, alguns políticos irresponsáveis fazem orgia com o dinheiro público na maior cara de pau.

 

Um exemplo desse tipo de político no Espírito Santo é a deputada Raquel Lessa (SDD). Ela, no dia 26 de abril e 02 e 03 de maio, faltou às sessões na Assembleia Legislativa, porque viajou com a família para Cartagena, na Colômbia e tais ausências não foram descontadas de sua remuneração.

 

O subsídio de um deputado capixaba é de R$ 25,3 mil. Em vista disso, por ter faltado às sessões ordinárias, ela deveria ter recebido com o desconto de suas faltas, o que não ocorreu, porque sua ausência foi justificada, mesmo ela estando em viagem turística, em momento de lazer com a família.

 

E o pior é que a folgada permaneceu na Colômbia por sete dias, faltando em três sessões. E só não foram quatro faltas, porque no dia 01 de maio não houve sessão em virtude do feriado. Raquel também faltou nos dias 02 e 03, mas nesses casos haverá descontos por falta de justificativas.

 

Ao constatar a besteira que acabara de fazer, a deputada não se fez de rogada e transferiu a culpa para a companhia aérea, que segundo ela prorrogou a viagem por mais dois dias. Além disso, afirmou que “justificou a ausência por engano” e que já enviou novo requerimento à Mesa Diretora para que os dias sejam descontados.

 

Sobrou até para a assessoria dela, já que Raquel disse que, “querendo ser honesta”, pediu aos assessores que justificassem por ela não ter saído do Brasil ainda, mas que na pressa eles utilizaram o requerimento de faltas justificadas por ausência para atividades parlamentares fora do Plenário.

 

Ela promete processar a companhia aérea e disse que falou com a mulher da agência de turismo que marcasse a viagem para as 11h, para dar tempo de ela ir à sessão. “Como ela disse que só teria vôo às 5h, falei que faltar um dia só não teria importância”, tenta explicar, fazendo com que a emenda ficasse pior que o soneto.

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here