Esmeralda gigante é descoberta lá onde o Judas perdeu as botas

2
484
A esmeralda de 360 quilos já foi vendida e será usada em exposições (Foto: reprodução)

Os moradores do Pindobaçu, um Município incrustado lá no oco da taquara, bem no Norte da Bahia, não falam em outra coisa, a não ser no descobrimento de uma esmeralda gigante, que pesa 360 quilos e tem 1,3 metros de altura, encontrada na Mina da Carnaíba, há 25 dias.

 

Vendida a um explorador da região, a pedra foi localizada a 200 metros de profundidade pela Cooperativa Mineral da Bahia, que tem autorização para explorar a área. Por medida de segurança, o nome do comprador e o valor pago pela esmeralda não foram divulgados.

 

Márcio Jandir, advogado do comprador, informou que seu cliente já providenciou a documentação para legalizar a propriedade da pedra. “Nós já fizemos toda a emissão do certificado de origem, exigência do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral)”, afirma ele.

 

Perdida no meio do nada, a cidade de Pindobaçu teve muito assunto com o encontro da esmeralda gigante (Foto: reprodução)

Acrescenta o advogado, que o documento já foi emitido, e que a partir desse documento, o proprietário da pedra está autorizado a transitar com ela em território nacional. “Obviamente, o proprietário almeja fazer exposições com a pedra e apresentar em museus e bibliotecas”, completa o advogado.

 

Essa é a segunda pedra de grande porte encontrada na região. Em 2001 foi encontrada uma de mais de 20 quilos, avaliada em R$ 1 bilhão, que foi levada para os Estados Unidos ilegalmente e, por vários anos foi motivo de disputa judicial entre os dois países, até que em 2015 os Estados Unidos venceu.

 

 

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Como Presidente da Cooperativa CCGA e perito em pesquisa mineral; venho sendo solicitado por vários garimpeiros em Serra de Carnaíba e adjacências, como por radialistas; jornalistas e comerciantes de gemas sobre informações do achado há uns 25 dias atrás, da esmeralda gigante de 360 Kg com 1.3 metros de altura. Particularmente já revi esta esmeralda no ano passado onde quase intermediei negociações dela, mas não achei compensável. Existem comentários na região de que esta esmeralda, já foi vista a mais de um ano por alguns garimpeiros e pedristas e supostos compradores.

    Quanto ao peso de 360 kg e ao tempo se foi tirada do subsolo; há uns 25 dias atrás; é fácil descobrir, façam em laboratório especializado um exame de Raio X e um exame denominado de Datação por Carbono 14; onde se usa a radioatividade para determinar a idade da pedra e objetos, dentro ou fora do subsolo. Sobre os rumores de que a esmeralda supostamente seja uma montagem; não tenho nada a dizer a favor ou contra sobre estes comentários referente a esta esmeraldas; pois não analisei com equipamentos necessários . O que sei é que neste mercado existem pessoas que usa caneta de chicote com broca diamantífera na ponta, geralmente aparelho usado por dentistas, onde algumas pessoas fazem furo artesanal na rocha matriz e com uma massa cola especial colocam esmeraldas encrustadas nos buracos feitos na rocha, e o serviço fica perfeito. Com o ouro em barra, costumam colocar chumbo dentro e cobrir com ouro derretido, alguns usam os mesmos truques com peças de coleção em rocha matriz de esmeraldas, ametistas etc; para que fique mais pesada ou com o tamanho maior.

    Sobre a Cooperativa CMB; ter dito em matérias que esta esmeraldas foi tirada há 25 dias e a 200 metros; e que tem autorização para explorar a área. Como Presidente da CCGA, ganhamos uma SENTENÇA na 17° Vara da Justiça Federal de Brasília; e a lavra na Portaria/PLG para a CMB, pelo processo DNPM/Bahia e MME, foram anulados, por ter sido concedida indevidamente com violações de leis; dentro de área legalizada em Carnaíba, pela concessão de lavra que é a Portaria 119/1978, violada no inciso I do art. 2° e inciso II do art. 6° e inciso 1° do art. 18 e os arts. 26, 43, 76, 77, e 95 do atual Código de Mineração Brasileiro. O DNPM revalidou a Portaria/PLG em 03 de Abril de 2017, de forma indevida para a Cooperativa CMB. Pois a questão além da Sentença da Justiça Federal/DF, te anulada a PLG, o caso continua em Litígio Judicial em Brasília. O que vejo é que a Cooperativa CMB, possui poucos associados na região; devido a maioria não querer nada com ela e nem com a invasora Portaria/PLG em nossa Colônia Garimpeira de pobres em Carnaíba. Em Sento Sé, onde surgiu o garimpo de ametistas, o povo comenta que a Cooperativa CMB queria montar uma filial e ninguém em Sento Sé quis nada com ela e os expulsou de lá. Os comentários na região é que a Cooperativa CMB precisa fazer propagandas para atrair seus poucos associados que foram para ametista em Sento Sé, e precisa atrair associados de fora com a suposta descoberta há 25 atrás. Deveria as autoridades fazer um exame minucioso nesta peça de esmeraldas inclusive para comprovar com o exame de Datação por Carbono 14, que ela saiu do subsolo a mais de um ano ou em 25 dias??? Infelizmente, o que os mais cultos na região comentam é que querem com apoio de políticos e autoridades suspeitas neste caso; onde funcionários públicos violam o art. 37 da Constituição de 1988, para implantarem um regime capitalista e empresarial dentro de uma Colônia garimpeiro de pobres em Carnaíba. Pois a Cooperativa CMB pelos incisos do art. 9° é prejudicial aos pobres e pelo art. 5° da lei de PLG a Cooperativa CMB é obrigada a funcionar como empresa de mineração, isto é o capitalismo com apoio de suspeitos políticos e autoridades querendo tomar e sacanear os direitos físicos dos pobres em nossa região e no Brasil. A região Colônia Garimpeira carnaíba, tem mais de 53 anos de história e tradição e usos e costumes legais amparado pelo art. 113 do CC/2002. Na verdade o que vejo é que suspeitos políticos e autoridades, querem implantar um regime capitalista empresarial dentro de uma Colônia garimpeira de pobres; que maldade e sacanagem; para conseguirem seus intentos; necessitam de propagandas e fazeres eventos sociais maquiados.

    Vejam mais detalhes sobre a questão e conflito ao clicarem ou acessarem este link :

    http://www.portaljaguarari.com.br/2017/05/alerta-geral-ao-povo-aos-padres-e.html

    Ou ao acessarem o Blog CCGA neste link: http://cooperativa-ccga.blogspot.com.br/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here