Polícia apreende 300 pés de maconha em condomínio e prende “agricultor”

0
1150
Bruno mantinha uma plantação de maconha de alta qualidade (Foto: reprodução)

Bruno Flávio Souza do Amparo, 40 anos, decidiu investir no ramo de agronegócios. Até aí, tudo bem. Só que ele se esqueceu que cultivar maconha é proibido no Brasil e plantou 300 pés da erva em sua casa, no Condomínio Vale Verde, em Sobradinho II, em Brasília/DF.

 

A plantação de maconha foi descoberta por policiais da 5ª Delegacia de Polícia da região central do Plano Piloto, que apreenderam mais de 300 pés da droga, além de prender o “agricultor”. O delegado Rogério Oliveira disse que o material apreendido “é de extrema qualidade”.

 

“Esse material era vendido no centro de Brasília a pessoas com alto poder aquisitivo”, disse o delegado, acrescentando que a maconha encontrada é importada e as sementes vêm de localidades como Chile, Barcelona e Patagônia. “Não é um produto barato”, garante ele.

 

Um catálogo com 40 variedades de maconha, entre elas Buda sorridente (laughing buddha), dragão vermelho (red dragon) e paladar doce (sweet tooth), foi encontrado na residência de Bruno Flávio, que segundo o delegado, não tinha passagem pela polícia.

 

Além dos mais de 300 pés de maconha já adultos, diversos materiais, como mudas e sementes, além e estufas onde as plantas eram cultivadas, foram encontrados na residência do “empresário de agronegócios”, segundo informou o delegado Rogério Oliveira.

 

Finalizando, o delegado esclareceu que a prisão de Bruno Flávio aconteceu graças às investigações que tiveram início quando os policiais perceberam a venda do produto de alta qualidade no centro da capital e passaram a investigar os fornecedores, até chegar a ele.

 

Veja o vídeo feito pela polícia no local onde foi detectada a plantação de maconha.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here