Só podia dar nisso. Justiça eleitoral cassa prefeito e vice de São Mateus

0
296
Daniel Açaí praticou abuso econômico e teve seu mandato cassado (Foto: reprodução)

Sob acusação de abuso de poder econômico nas eleições de 2016 pela distribuição de água mineral durante a crise hídrica do ano passado, a justiça eleitoral do Espírito Santo cassou o mandato do prefeito Daniel Açai (PSDB) e seu vice, José Carlos (PMDB), de São Mateus/ES.

 

O juiz eleitoral reconheceu a ligação do tucano com as doações que eram feitas por meio de caminhões-pipa de sua empresa e deu procedência ao pedido do Ministério Público Eleitoral, que tinha denunciado a distribuição de água mineral à população por meio da Liga da Solidariedade.

 

O tucano usou caminhões de sua empresa para distribuir água mineiral à população (Foto: reprodução)

O juiz Tiago Fávaro Camata prolatou a sentença nesta sexta-feira, 05. Além da cassação dos diplomas e mandatos da chapa vencedora, o juiz decretou a inelegibilidade do prefeito e seu vice por oito anos, mas a sentença ainda cabe recurso ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

 

O juiz se baseou nas provas do processo para decidir pela cassação da chapa vencedora. Dentre as provas constam imagens de caminhões pipa da Açaí Água Mineral com a logomarca da Liga. Esses veículos faziam a distribuição gratuita de água à população nos momentos de crise hídrica.

 

O juiz Tiago cita que, na época a Justiça Eleitoral expediu uma liminar proibindo a Liga de promover a distribuição de água. Neste processo, o próprio Daniel procurou a Justiça para informar do cumprimento da medida, fato que, no entendimento do magistrado, reforça sua relação com a doação da água.

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here